RIP Ian (56-80)

Ontem celebraram-se (ou lamentou-se) os 30 anos do falecimento de Ian Curtis, um dos maiores Frontman da Inglaterra.

Seu jeito de cantar, de dançar, chegando algumas vezes a ter ataques epiléticos no palco, era único.  Sua voz grave dava o tom mais sombrio que o Joy Division poderia oferecer. Letras emocionantes, cheias de amor, violência e morbidez, davam uma nova cara às bandas Inglesas do fim dos anos 70 e começo dos anos 80.

Após seu suicídio, por razões indefinidas, os integrantes remanescentes conseguiram fazer sucesso novamente com uma nova banda, o New Order.

Dois trailers que retratam parte da vida de Ian, na Manchester no fim dos anos 70.

Esse primeiro filme é a biografia do Ian Curtis, talvez as cores do filme retratem bem a vida do vocalista

Control – 2007

Já 24 Hour Party People, mostra a Factory Records – selo que lançou o Joy Division e depois o New Order. O filme retrata como a juventude inglesa de Manchester se comportava no final dos anos 70 e durante os anos 80.

E também um dos maiores sucessos do Joy Division:

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s